E2 | Vivika Sorensen

Até hoje é difícil explicar como a minha vida mudou depois de fazer o tratamento com a Vivika.

Faz parte daqueles mistérios da ciência, como a luz elétrica, o rádio, o celular.

Você vivencia, vê a luz, ouve a música, experimenta, vê o resultado mas não sabe explicar como funcionam.

As mudanças aconteceram de maneira consistente, ao longo dos meses. Eu tinha muito medo, tinha uma ATM (disfunção maxilar) incurável, não tinha disposição pra nada e ser mãe sozinha de três filhos era muito difícil pra mim. Por mais que eu quisesse melhorar, e me esforçasse, a sensação era de correr atrás do rabo.

Antes da Vivika, eu havia feito vários tratamentos, experimentado diferentes terapias, tradicionais e alternativas, com algum sucesso mas sem uma mudança efetiva. Eu me sentia estagnada, numa estação de metrô, sem saber que rumo tomar. Aí, comecei o tratamento com a Vívika. Ela foi tratando as camadas, desconstruindo, equilibrando, ressignificando memórias e informações. Por causa da pandemia, todo o tratamento foi feito a distância, o que pra mim faz do resultado ainda mais surpreendente.

A presença física num consultório não fez a menor diferença.

De toda transformação, o mais impressionante foi a cura de traumas. É como ir dormir com um baú de mágoas, que oprime o peito, e acordar sem o baú. Assim mesmo, como mágica.

Nunca mais tive crise de ATM e até me atrevo a mascar um chiclete, de vez em quando. E mesmo com a pandemia, e com o acúmulo de coisas pra fazer em casa, a vida está leve.

Vivika te leva numa jornada quântica de mudança real. Novos hábitos, novos pensamentos, nova maneira de ver e interpretar a vida.

Eu não sou mais a mesma pessoa… me sinto diferente, reajo diferente e respondo aos desafios de maneira diferente. Para alegria e alívio dos meus filhos, amigos e dos colegas que trabalham comigo.
Uma jornada que deixa saudade.

Vivika se tornou uma pessoa especial, uma amiga querida a quem abençoo de longe, todos os dias antes de dormir. Uma profissional incrível, com um conhecimento profundo sobre o ser humano, sobre como funciona a medicina quântica (não sei nem se esse nome existe) e com uma sensibilidade muito acima do que nosso cérebro é capaz de perceber. É incrível, exatamente como a luz elétrica, o rádio e o celular.

Obrigada, querida Vivika, mais uma vez.

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *